quarta-feira, 31 de maio de 2017

3 DE JUNHO DE 2017: VIGÍLIA DE PENTECOSTES


FESTA NA COMUNIDADE IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA - BAIRRO VILA RICA


PAPA NOMEIA BISPO PARA URUGUAIANA (RS)

Cidade do Vaticano (RV) – O Santo Padre nomeou Bispo da Diocese de Uruguaiana (RS) Dom José Mário Scalon Angonese, até agora Bispo Titular de Giufi e Auxiliar da Arquidiocese de Curitiba.

Dom José Mário Nasceu em 1º de junho de 1960 em Unistalda, Diocese de Uruguaiana (RS).

Realizou estudos de Filosofia e Teologia no Seminário Maior de Viamão, Arquidiocese de Porto Alegre (1983-1989). Após, frequentou o curso de especialização de Psicopedagogia na Faculdade de Filosofia de Canoas.

Em 16 de dezembro de 1989 recebeu a ordenação sacerdotal, sendo incardinado na Arquidiocese de Santa Maria.

Durante seu ministério sacerdotal foi Promotor da Pastoral Vocacional (1990-2002), desempenhando no Seminário Menor São José as funções de Assistente (1990-2002), Diretor Espiritual (1991-1998) e Reitor (1999-2001).

Em 1995 exerceu seu ministério na Diocese de Cruz Alta como Pároco na Igreja da Natividade, em Ijuí. A seguir, foi Pároco da Igreja Santíssima Trindade em Nova Palma (2002-2010) e da Paróquia da Ressurreição em Santa Maria (2011-2013). Ademais, foi Reitor do Seminário Maior São João Maria Vianney (2011-2013)

Em 20 de fevereiro de 2013 foi nomeado Bispo Titular de Giufi e Auxiliar da Arquidiocese de Curitiba, sendo ordenado em 28 de abril do mesmo ano.

Fonte: Site da Rádio Vaticano

segunda-feira, 29 de maio de 2017

4 DE JUNHO: MISSA COM OS JOVENS

A PASCOM - Consolação transmitirá ao vivo o áudio da Missa Jovem do dia 4 de junho. Celebre Pentecostes conosco! 🙏💻 #PascomConsolacao





domingo, 28 de maio de 2017

J.A.R. CACHOEIRO PROMOVE AÇÃO SOCIAL NO HOSPITAL EVANGÉLICO DE CACHOEIRO

“Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração"


No sábado, 27 de maio de 2017, a J.A.R. Cachoeiro realizou a sua ação social no setor de Oncologia do Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim.
 
Levamos música, esperança, alegria e a Palavra de Deus aos que estão em tratamento.

Agradecemos a toda equipe do Hospital pela acolhida e em especial a Psicóloga Ana, Dra Sabina Aleixo e ao Dr Pulido.












sábado, 27 de maio de 2017

REFLEXÃO PARA A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR - "CONTINUAR A MISSÃO DE JESUS"

Cidade do Vaticano (RV) - «Celebrar a Ascensão de Jesus é celebrar seu modo novo de estar conosco, do Emanuel, Deus Conosco, manifestar-se em nosso meio.

Certamente esse modo novo do Senhor de se manifestar entre os homens passa pela Comunidade, por suas atitudes que dão continuidade à missão do Senhor e que asseguram a continuidade da construção do Reino de Justiça e de Paz.

O Livro dos Atos dos Apóstolos, do qual é tirada a primeira leitura da solenidade de hoje, nos mostra Jesus dizendo aos seus discípulos que eles receberão o Espirito Santo e que Este os tornará suas testemunhas no mundo inteiro.

O Espírito que os discípulos receberão é o mesmo que esteve presente em Jesus. Os anjos que aparecem após a “subida” de Jesus ao Céu dizem aos discípulos para não ficar de braços cruzados, mas agir, isto é, continuar a missão do Senhor. Os anjos dizem aos discípulos que Jesus vai voltar.
Isso nos recorda a parábola contada pelo Senhor em que o patrão quando volta de viagem quer saber de seus servos o que fizeram, qual o produto do trabalho. Os anjos nos recordam a necessidade de deixar de ficar olhando para o céu e colocar mãos à obra, trabalhar!

O Evangelho de Mateus nos fala que o poder que Jesus recebeu do Pai e foi plenificado após sua ressurreição, é dado à Comunidade para que “ Vá e faça discípulos meus todos os povos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, e ensinando-os a observar tudo o que lhes ordenei!”

Batismo e catequese! Batismo é a consagração, a configuração a Jesus Cristo, o Ungido e a Catequese é a implementação da Justiça. Logo, deveremos levar as pessoas a se configurarem ao Homem Novo, de acordo com o desejo do Pai e, depois, após conscientizá-los, levá-los a praticar a justiça e as bem-aventuranças. E Mateus termina citando a certeza da presença eterna de Jesus ao nosso lado: “ Eis que eu estarei com vocês todos os dias, até o fim do mundo!”

A Ascensão de Jesus é a transformação da presença do Emanuel, do Deus Conosco. Sua presença é manifestada não através de uma figura visível, a de Jesus, mas através da ação libertadora praticada pelos membros da Comunidade.

Quando chegar o final dos tempos, a Parusia, veremos a “re-velação” do Senhor. Veremos que atrás de cada atitude cristã estava o Redentor – Cristo, o Autor de todo ato de bondade – o Pai, e nos inspirando, o Espírito de Amor». 

(Reflexão do Padre Cesar Augusto dos Santos para a Solenidade da Ascensão do Senhor)

Fonte: Site da Rádio Vaticano

quinta-feira, 25 de maio de 2017

ENCONTRO DIOCESANO DA PASTORAL DA COMUNICAÇÃO

No próximo sábado, 27/05, a Diocese de Cachoeiro de Itapemirim e a PASCOM Diocesana promoverão o Encontro Diocesano da Pastoral da Comunicação (Pascom). Com início previsto para às 8h, ele acontecerá no salão paroquial da Igreja Nossa Senhora da Consolação, localizada no bairro Guandu, em Cachoeiro.

Com o tema “Não tenhas medo, Eu estou contigo” (Ts 43,5), o encontro é voltado aos agentes da Pastoral da Comunicação, setores de liturgia, música, ministros da Palavra, catequistas e secretários paroquiais. Com a proposta de levantar discussões sobre as tecnologias na Igreja e a utilização dos novos meios de comunicação, o encontro também tem como lema “Comunicar a Esperança e Confiança no nosso tempo”.

A programação contará em seu início com acolhida e oração inicial, seguido da explanação do Padre Joselito Ramalho Nogueira sobre a Carta da Papa Francisco para o 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais. Professor, diretor do Departamento Diocesano de Comunicação e Pároco da Paróquia Nossa Senhora das Graças (Cachoeiro), Padre Joselito Nogueira é Doutor em Teologia Dogmática (Gregoriano) e Mestre em Espiritualidade e Teologia Dogmática (“Teresianum” e “Angeliaun”).


Oficinas

O encontro também reserva o “momento Pascom”, onde os regionais se reunirão para avaliar e discutir planejamentos e ações futuras. Após o almoço, às 13h, será o momento dedicado às oficinas. Serão 4 oficinas, ministradas por religiosos da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim e profissionais da área de comunicação.

Oficina 1: A comunicação da Sagrada Escritura nas Cebs

Padre Tiago Malanquini – Sacerdote da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim, graduado em Comunicação Social pelo Centro Universitário São Camilo, também formado em Filosofia pelo Centro Universitário Católico de Vitória (Salesiana) e Teologia pelo IFTAV, com pós-graduação em Cultura e meios de comunicação pelo SEPAC-PUC/SP. Atualmente é Vigário Paroquial na Paroquia São José, em Mimoso do Sul.

Oficina 2: Catequese e Comunicação: Século 21 e novas mídias

Flávio Faco – Professor, escritor e assessor de comunicação da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim. É graduado em Comunicação Social pelo Centro Universitário São Camilo e formado em História pela Universidade Metropolitana de Santos, com pós-graduação na Educação de Jovens e Adultos, pelo IFES.

Oficina 3: Como usar as novas mídias no secretariado

Silvia Carla Nascimento – Professora, palestrante e diretora da empresa AGORA, é graduada em Letras pelo Centro Universitário São Camilo e Mestre em Cognição e Linguagem pela UENF.

Oficina 4: A Comunicação na vida e missão da Igreja

Elio Carlos Miranda – Técnico em Contabilidade, com formação em Gestão Pública pelo Centro Universitário São Camilo, Elio cursa direito pela Multivix. É Palestrante Religioso com ênfase na família e iniciação cristã e Palestrante na área profissional com ênfase no cooperativismo e lideranças. É Ministro Extraordinário da Pregação da Palavra.

O Encontro Diocesano da Pastoral da Comunicação tem o término previsto para às 16h30.

Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim



quarta-feira, 24 de maio de 2017

PAPA RECEBE TRUMP E LHE DÁ DE PRESENTE ENCÍCLICA "LAUDATO SÌ"

Cidade do Vaticano (RV) – Com um aperto de mão e um sorriso de ambos, começou na manhã desta quarta-feira (24/05) no Vaticano o primeiro encontro entre o Papa Francisco e o Presidente dos EUA, Donald Trump

Atravessando uma cidade blindada desde sua chegada, na noite de terça-feira (23/05), Trump deixou a Villa Taverna, residência do embaixador dos Estados Unidos onde estava alojada sua delegação, e chegou ao Pátio de São Dâmaso às 08:20 (03:20 em Brasília), sob fortes medidas de segurança e uma comitiva presidencial de dezenas de automóveis.

O Presidente entrou no Estado do Vaticano através da porta do Perugino, depois de seguir pela Via da Conciliação sob os olhos de centenas de passantes e fiéis que estavam a caminho da Praça São Pedro, para participar da audiência geral.

Trump estava acompanhado de sua esposa, Melania, a filha mais velha, Ivanka, o genro, Jared Kushner, e uma delegação de cerca de 20 pessoas, 12 das quais entraram no Palácio e estiveram com o Papa. 

A audiência particular, a portas fechadas, na biblioteca privada, começou às 8h33 (3h33 em Brasília) e durou 27 minutos. Foi possível ouvir Trump referir que esta era uma ‘grande honra’.
Durante a audiência, esposa e filha do Presidente dos EUA visitaram a Capela Paulina e a Sala Regia, e depois aguardaram conversando com a delegação e representantes do Vaticano em uma sala adjacente.

Em seguida, a comitiva foi chamada para o momento da troca de presentes e os habituais cumprimentos diante dos fotógrafos.

O Papa ofereceu a Donald Trump as edições em inglês da mensagem para o Dia Mundial da Paz 2017 - dedicada à não-violência -, assinada especialmente para o Presidente dos EUA; das exortações “A Alegria do Evangelho” e "A Alegria do Amor", sobre a família; bem como do documento sobre o cuidado da casa comum, a carta encíclica “Laudato sí”, que abrange a questão ecológica.

Como é tradição em audiências a Chefes de Estado, Francisco ofereceu também um medalhão do seu Pontificado com dois ramos de oliveira entrelaçados, símbolo da paz que se sobrepõe à guerra, explicando detalhadamente o seu significado.

Por sua vez, o líder estadunidense presenteou o Papa com uma coletânea dos cinco livros escritos por Martin Luther King e uma peça do monumento de granito que honra o ativista afro-americano em Washington e uma escultura de bronze. Um dos livros, "The Strength to Love" (“A Força do Amor”, 1963), traz a assinatura de Luther King.

De acordo com nota da Casa Branca, a peça do monumento em granito é uma “homenagem à esperança, visão e inspiração do ativista para as gerações vindouras”. Com a peça e os livros, Trump também entregou uma cópia do discurso que o Papa ofereceu a uma sessão do Congresso dos EUA em setembro de 2015, na qual foi celebrado o legado de Luther King.

Já a escultura de bronze foi feita à mão por um artista estadunidense não-identificado e representa “a esperança de um amanhã pacífico”, pois evoca dois valores universais: a unidade e a resistência, ainda segundo a Casa Branca.

Antes das fotografias, Francisco cumprimentou com cordialidade Melania Trump, a quem perguntou “se já haviam comido uma pizza” e abençoou um terço que a esposa do Presidente tinha nas mãos. Também a filha, Ivanka, disse algumas palavras ao Papa, que a ouviu em silêncio.

Depois de se despedirem do Pontífice, Trump e sua delegação, incluindo o Secretário de Estado, Rex W. Tillerson, e o conselheiro de Segurança Nacional, H. R. McMaster, se reuniram com o Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Pietro Parolin, acompanhado por Dom Paul Gallagher, secretário do Vaticano para as relações com os Estados.

Segundo a programação, o Presidente e toda a delegação visitou a Capela Sistina e a Basílica de São Pedro; e na sequência, a primeira-dama foi até o Hospital Pediátrico do Menino Jesus, propriedade da Santa Sé, enquanto a filha, Ivanka, seguiu para a Comunidade de Santo Egídio, no bairro de Trastevere. 

Fonte: Site da Rádio Vaticano

terça-feira, 23 de maio de 2017

NOTA SOBRE O ESTADO DE SAÚDE DE FREI JOÃO CONSTANTINO

A Paróquia Nossa Senhora da Consolação comunica aos fiéis que o estado de saúde do Vigário Paroquial Frei João Constantino Junqueira Netto, O.A.R. apresenta melhoras desde a intervenção cirúrgica, como é de praxe e devido a idade, após a cirurgia Frei João foi transferido para U.T.I., permaneceu nessa unidade até o dia de hoje (23/5/2017), quando foi transferido para o quarto.

Com a melhora gradativa de seu quadro de saúde, em breve, retornará para casa paroquial.

segunda-feira, 22 de maio de 2017

NOTA SOBRE O ESTADO DE SAÚDE DE FREI JOÃO CONSTANTINO

A Paróquia Nossa Senhora da Consolação comunica que o vigário paroquial Frei João Constantino Junqueira Netto, O.A.R. foi submetido à cirurgia na Santa da Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim, na manhã do domingo, 21 de maio de 2017, sendo retiradas de seu organismo diversas pedrinhas que estavam no canal biliar, sendo a cirurgia um sucesso, conforme avaliação médica.

Segue internado no citado hospital para a recuperação do procedimento cirúrgico e demais avaliações dos médicos que cuidam de seu estado de saúde.

Continuemos a rezar pelo seu pronto estabelecimento e retorno ao nosso convívio.

22 DE MAIO: SANTA RITA DE CÁSSIA, RELIGIOSA

Nasceu em Roccaporena (Cássia), ao redor de 1380. Foi filha única. Jovem ainda quis entrar na vida religiosa. Diante da insistência de seus pais, casou-se, aos quatorze anos, com um jovem de família importante, mas de caráter áspero. A bondade de Rita. venceu as asperezas do marido e tornou possível uma vida de paz e concórdia. Após 18 anos de casamento, seu marido foi assassinado. Rita não só perdoou os assassinos, como expôs a Deus seus desejos: Preferia ver morto seus filhos a vê-los vingar a morte de seu pai.

Pouco depois, morreram seus filhos. Rita ficou sozinha, mas com o coração cheio de amor, decidiu realizar os sonhos de sua juventude: ser religiosa. Depois de muitas contrariedades, conseguiu ser admitida no mosteiro agostiniano de Santa Maria Madalena de Cássia. Foi religiosa uns quarenta anos.

Durante os últimos quinze anos, levou o estigma de um espinho da Paixão do Senhor. Morreu na noite de sábado 22 de maio de 1457, segundo o calendário atual. Foi característica de Rita passar por todos os estados da vida, superando o sofrimento com amor generoso e com um profundo espírito de penitência, e sendo sempre mensageira de paz e reconciliação.

Fonte: Site Oficial da Ordem dos Agostinianos Recoletos

domingo, 21 de maio de 2017

PAPA ANUNCIA A CRIAÇÃO DE 5 NOVOS CARDEAIS

Rádio Vaticano (RV) – O Papa anunciou neste domingo que criará novos cinco cardeais “que representam a universalidade da Igreja” em um Consistório marcado para o próximo dia 28 de junho.

Os futuros cardeais provêm da Espanha, Suécia, Laos, El Salvador e Mali:

São eles:

Dom Jean Zerbo, Arcebispo de Bamako, no Mali

Dom Juan Jose Omella, Arcebispo de Barcelona, na Espanha

Dom Anders Arborelius, Bispo de Estocolmo, Suécia

Dom Louis-Marie Ling Mangkhanekhoun, Bispo e Vigário apostólico de Paksé, Laos

Dom Gregório Rosa Cháves, Bispo auxiliar da Arquidiocese de San Salvador, El Salvador

Missa
No dia 29 de junho, Solenidade de São Pedro e Paulo, o Papa concelebrará com os novos cardeais a Santa Missa.

Fonte: Site da Rádio Vaticano

FREI JOÃO CONSTANTITNO ESTÁ INTERNADO

A Paróquia Nossa Senhora da Consolação comunica que o vigário paroquial Frei João Constantino Junqueira Netto, O.A.R. está internado na Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim para uma intervenção cirúrgica para retirada de pedras no canal da vesícula, pedimos orações de todos os paroquianos para que o mais rápido possível Frei João esteja novamente em nosso meio.

sábado, 20 de maio de 2017

REFLEXÃO PARA O 6º DOMINGO DA PÁSCOA - "ACEITAR OS MANDAMENTOS DE JESUS"

Cidade do Vaticano (RV) - «No Evangelho de hoje, tirado do capítulo 14 de João, temos as derradeiras palavras de Jesus aos seus discípulos. Ele nos aponta o comportamento a ser seguido, o caminho que nos leva a vida. Ele nos coloca sob a tutela do Espirito do Amor, nosso Advogado e que nos trará ao coração tudo aquilo que Ele nos ensinou.

Agir de acordo com o que agrada ao amigo é estar em verdadeira comunhão com ele! Isso se torna realidade quando esse amigo é Cristo Jesus!

O critério para saber se os cristãos são verdadeiros discípulos de Jesus é a capacidade de um recíproco compromisso pessoal, um indispensável amor mútuo na comunidade e fora dela.

Quando o discípulo ama verdadeiramente, ele faz Deus estar presente. Todo e qualquer sinal de amor é manifestação de Deus.

Temos, como as estrelas, variações na intensidade do brilho. Do mesmo modo, quanto mais nosso amor aos outros for semelhante ao de Deus por nós, mais seremos portadores de seu amor ao mundo. Seremos a epifania de Deus neste mundo.

Na antiga aliança, vemos Deus se manifestar em sinais; hoje, na aliança nova e eterna, o Pai se manifesta ao mundo no cristão que ama Jesus e, por consequência, ama seus irmãos.

Para manifestar o amor de Deus no mundo, para ser sinal de sua presença amorosa, o cristão deverá estar preparado para lutar contra o mal. Essa preparação é feita através da acolhida do Espírito Santo. Será Ele quem dará aos discípulos a força para enfrentar e vencer o Mal. O Mundo verá que o amor de Deus e da Comunidade é mais forte que a morte.

De acordo com o versículo 19, “...o mundo não mais me verá, mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis.” A sociedade pecadora matou Jesus, mas ele ressuscitou e se manifesta através das ações de seus discípulos porque esses vivem no Espírito.

Na segunda leitura, tirada da Primeira Carta de Pedro, cap.3,18, nos ensina a norma do comportamento cristão: “...Cristo morreu, uma vez por todas, por causa dos pecados; o Justo, pelos injustos, a fim de nos conduzir a Deus. Sofreu a morte, na sua existência humana, mas recebeu nova vida pelo Espírito”. Do comportamento de Jesus, do Justo morrer pelo injusto, nasceu a vida nova. Deus não sente prazer no sofrimento humano, contudo em sua economia da salvação sabe valorizá-lo.

Dele, do sofrimento, nasce o desejo de liberdade e vida. Da aceitação da morte por causa da justiça e do Reino surge a vida definitiva, a passagem deste mundo caduco para o Reino da Justiça e da Paz»!

(Reflexão do Padre Cesar Augusto dos Santos para o VI Domingo da Páscoa)

Fonte: Site da Rádio Vaticano

sexta-feira, 19 de maio de 2017

CNBB EMITE NOTA OFICIAL SOBRE DENÚNCIAS DE CORRUPÇÃO NO GOVERNO "COM ESPANTO E INDIGNAÇÃO"

Os membros da Presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), emitiram na manhã desta sexta-feira, 19 de maio, uma Nota Oficial com o título “Pela Ética na Política” na qual afirmam que a Conferência está “unida aos bispos e às comunidades de todo o país” e acompanha “com espanto e indignação” as graves denúncias de corrupção política acolhidas pelo Supremo Tribunal Federal.

Na Nota, os bispos afirmam que “tais denúncias exigem rigorosa apuração, obedecendo-se sempre as garantias constitucionais. Apurados os fatos, os autores dos atos ilícitos devem ser responsabilizados. A vigilância e a participação política das nossas comunidades, dos movimentos sociais e da sociedade, como um todo, muito podem contribuir para elucidação dos fatos e defesa da ética, da justiça e do bem comum”.

“Além disso, é necessário que saídas para a atual crise respeitem e fortaleçam o Estado democrático de direito. Pedimos às nossas comunidades que participem responsável e pacificamente da vida política, contribuam para a realização da justiça e da paz e rezem pelo Brasil”, concluem os membros da Presidência.

Leia a Nota:

Brasília-DF, 19 de maio de 2017
P – Nº 0291/17

Pela Ética na Política
Nota da CNBB sobre o Momento Nacional


“O fruto da justiça é semeado na paz” (Tg 3,18)

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, por meio de sua Presidência, unida aos bispos e às comunidades de todo o país, acompanha, com espanto e indignação, as graves denúncias de corrupção política acolhidas pelo Supremo Tribunal Federal. Segundo a Constituição, Art. 37, é dever de todo servidor público, principalmente os que detêm elevadas funções, manter conduta íntegra, sob pena de não poder exercer o cargo que ocupa.

Tais denúncias exigem rigorosa apuração, obedecendo-se sempre as garantias constitucionais. Apurados os fatos, os autores dos atos ilícitos devem ser responsabilizados. A vigilância e a participação política das nossas comunidades, dos movimentos sociais e da sociedade, como um todo, muito podem contribuir para elucidação dos fatos e defesa da ética, da justiça e do bem comum.

A superação da grave crise vivida no Brasil exige o resgate da ética na política que desempenha papel fundamental na sociedade democrática. Urge um novo modo de fazer política, alicerçado nos valores da honestidade e da justiça social. Lembramos a afirmação da Assembleia Geral da CNBB: “O desprezo da ética leva a uma relação promíscua entre os interesses públicos e privados, razão primeira dos escândalos da corrupção”.

Recordamos também as palavras do Papa Francisco: “Na vida pública, na política, se não houver a ética, uma ética de referimento, tudo é possível e tudo se pode fazer” (Roma, maio de 2013). Além disso, é necessário que saídas para a atual crise respeitem e fortaleçam o Estado democrático de direito.

Pedimos às nossas comunidades que participem responsável e pacificamente da vida política, contribuam para a realização da justiça e da paz e rezem pelo Brasil.

Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, nos ajude a caminhar com esperança construindo uma nova sociedade.

Cardeal Sergio da Rocha
Arcebispo de Brasília
Presidente da CNBB

Dom Murilo S. Ramos Krieger
Arcebispo de São Salvador da Bahia
Vice-Presidente da CNBB

Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário-Geral da CNBB

Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

2º ENCONTRO PARA AS MÃES


quinta-feira, 18 de maio de 2017

PARABÉNS FREI ENÉAS BERILLI!

O calendário da Província Santa Rita de Cássia da Ordem dos Agostinianos Recoletos neste dia, 18 de maio de 2017, recorda o 81º aniversário natalício de Frei Enéas Berilli, O.A.R. e a Paróquia Nossa Senhora da Consolação congratula-se com esse religioso e roga a Deus que o cumule de ricas bênçãos de saúde e sabedoria.

Frei Enéas Berilli, O.A.R., atualmente, reside e trabalha como Vigário Paroquial na Paróquia Nossa Senhora da Consolação, na cidade de Cachoeiro de Itapemirim (ES).

FESTA NA COMUNIDADE SANTA RITA DE CÁSSIA - BAIRRO ALTO VILA RICA


quarta-feira, 17 de maio de 2017

21 DE MAIO: ENCONTRO DE CEB'S - Comunidades Eclesiais de Base

Neste domingo, 21 de maio, acontecerá o Encontro das Comunidades Eclesiais de Base (Cebs) do Regional II da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim. O encontro terá início a partir das 8h na quadra poliesportiva do Centro de Ensino Lauro Pinheiro (CELP), localizada no bairro Independência, próximo à Paróquia Nosso Senhor dos Passos (Cachoeiro de Itapemirim).

Com várias palestras em sua programação, o encontro de Comunidades Eclesiais contará ainda com uma alegre recepção, café da manhã, almoço e encerrando-se com a santa missa.

Com a expectativa de acolher 700 pessoas no domingo, o encontro será um momento de crescimento na fé e de comunhão entre as comunidades.

Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim



CAMPANHA "MULHER DE VERDADE DOA SANGUE" 2017

A Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim está, neste mês de maio, com a campanha "Mulher de verdade doa sangue". Aproveitando o mês das mães, a instituição está convocando as mulheres de todo o sul do estado a praticarem este gesto de solidariedade que é a doação de sangue.

As 50 primeiras que doarem receberão um brinde especial.

"Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida por seus amigos." (Jo 15, 13)

Sangue é vida... doe.

Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim



segunda-feira, 15 de maio de 2017

DOM DARIO PARTICIPARÁ DE ORDENAÇÃO EPISCOPAL DO MONSENHOR VICENTE DE PAULA FERREIRA

No dia 27 de maio às 10 horas, a Igreja São José, de Belo Horizonte, se encherá de alegria. Ela será o palco da Ordenação Episcopal do Mons. Vicente de Paula Ferreira. O Presbítero é natural de Alegre (ES), e foi nomeado pelo Papa Francisco Bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte (MG).

E o nosso Bispo Diocesano Dom Dario Campos estará presente neste momento tão importante para a Igreja do estado do Espírito Santo. Ele será um dos co-ordenantes, juntamente com Dom Darci José Nicoli, Arcebispo de Diamantina (MG). O Bispo ordenante será Dom Walmor Oliveira Azevedo, Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte.

Dom Dario Campos é o primeiro Bispo capixaba a pastorear a Diocese de Cachoeiro de Itapemirim. O Bispo nasceu no município de Castelo, que, assim como Alegre, também fica situada no sul do estado. Será um momento de intensa felicidade para Mons. Vicente, felicidade esta compartilhada por Dom Dario, ao ver mais um filho do sul do Espírito Santo recebendo e aceitando o chamado de Deus.

Quando fui informado pela Nunciatura Apostólica que o Santo Padre Francisco havia me nomeado como Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, fiquei surpreso e imediatamente disse a Jesus que aceitaria como condição de servir ainda mais. Pedi o auxílio da graça divina, sem a qual será impossível levar adiante tão importante missão. Por isso, saúdo-vos com o coração livre. Quero ajudar, com alegria, no pastoreio da Arquidiocese de Belo Horizonte, parcela da Igreja de Jesus Cristo tão significativa”.
- Trecho da Carta do Mons. Vicente de Paula Ferreira, após sua nomeação.

Fonte: Site Oficial da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim



2º ENCONTRO PARA AS MÃES


sábado, 13 de maio de 2017

REFLEXÃO PARA O 5º DOMINGO DA PÁSCOA - "EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA"

Cidade do Vaticano (RV) - «O caminho se faz caminhando, essa ideia nos é passada pela liturgia de hoje, especialmente pela primeira leitura.

Jesus jamais falou em sacerdotes e diáconos, mas em seguidores de sua Palavra, em seus seguidores.

Na leitura dos Atos dos Apóstolos aparece uma situação que exige uma estruturação no serviço aos carentes, concretamente um socorro às viúvas. Para ajudar na solução dessa questão, em clima de oração, é criada a função dos diáconos. Todos têm o dever do anúncio da Palavra e devem estar plenos do Espírito Santo. Anúncio e ação deverão caminhar juntos. A ação é consequência do anúncio e sua expressão concreta.

Seguir Jesus como Caminho, Verdade e Vida é a mensagem central do Evangelho e nos leva a vivenciar a novidade do Amor de Deus por nós, sempre original, descoberto aos poucos e nos plenificando.

Jesus é o Caminho para o Pai. Ele veio do Pai, com o Pai é um e volta para o Pai. Ninguém conhece o Pai a não ser o Filho e ninguém conhece o Filho a não ser o Pai, nos diz o Senhor (cfr Mt 11,27).

Jesus é a Verdade, a revelação autêntica do projeto de Deus, a manifestação visível e encarnada do amor do Pai. A verdade vos libertará (cfr. Jo 8, 32). Em Jesus nos sentimos plenamente livres e amados.

Jesus é a Vida (cfr. Jo 1,4), é a própria ressurreição, a vida eterna, a Vida!

Muitas vezes em nossa vida surge uma novidade, algo com que não contávamos e que precisamos acolher, dar espaço e lugar. Precisamos saber inserir esse inesperado que parece ter vindo para ficar e modificar nosso dia a dia e até nossa própria vida.

De acordo com as leituras de hoje é necessário que sejamos movidos pelo amor, pelo desejo de servir, que recorramos a Deus na oração e que coloquemos em prática aquilo que o Espírito Santo nos orientar. Quando Jesus fala que vai nos preparar um lugar no Céu, ele nos está prestando um serviço.

Na vida cristã o maior é aquele que serve mais. A vida de Jesus foi um eterno serviço, desde o nascimento até a morte, sem deixar de lado a ressurreição e os atos após ela.

É necessário seguir Jesus, Caminho, Verdade e Vida, que se retirava em oração, ouvia o Pai e agia.

Assim, do mesmo modo como fizeram o Senhor e a primeira comunidade, estaremos anunciando que Deus nos ama e está conosco e, através de nossas ações, de nossos serviços, continua criando o mundo».

(Reflexão do Padre Cesar Augusto dos Santos)

Fonte: Site da Rádio Vaticano

1º ENCONTRO DO S.A.V. (SERVIÇO DE ANIMAÇÃO VOCACIONAL) PAROQUIAL

O S.A.V. (Serviço de Animação Vocacional) da Paróquia Nossa Senhora da Consolação promoveu seu 1º Encontro com os membros dos CPC's das comunidades que formam a Paróquia de Nossa Senhora da Consolação, na tarde deste dia 13/5/2017, sábado, sob a orientação do vigário paroquial Frei Gustavo Barbiero Mello, O.A.R. (que também é o Promotor Vocacional da Província Santa Rita de Cássia da Ordem dos Agostinianos Recoletos) e a participação efetiva na condução do encontro pelos membros do S.A.V.

Esse encontro teve como temática: "Vinde e Vede! Ide e anunciai!" e foi trabalhado com duas palestras com os temas: "Autoestima e a nossa identidade", ministrada pelo psicólogo Augusto, que é membro do S.A.V. e "O Animador Vocacional na comunidade e na pastoral", ministrada pelo vigário paroquial Frei Gustavo.

Aconteceu um momento, entre as palestras, de trabalho de grupo em que os participantes do encontro puderam aprofundar um pouco mais sobre as dificuldades no trabalho pastoral e as luzes que podem ser encontradas para melhorar e sanar essas dificuldades.

O pároco Frei Silvestre Brunoro, O.A.R. esteve presente durante todo o encontro e finalizou o encontro com uma reflexão do santo Evangelho escrito por São João 21,1-14.

Quais são os dons e os talentos que Deus lhe deu?

Deus colocou em nós muitas potencialidades, e precisamos fazer uso delas. A melhor maneira de tomarmos posse dos talentos que Deus nos concedeu, é colocando-nos a serviço do nosso próximo, porque sendo assim, eles vão despontando em nós, e as pessoas também perceberão, comentarão conosco, e vamos tomando consciência e assumindo as qualidades e talentos que Deus nos deu.






13 DE MAIO: NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

Dada a grande hostilidade entre a mulher e a serpente que, por decreto de Deus recorre a historia humana desde suas mesmas origens (Gn 3, 1-6, 23-15) até o fim dos tempos (Ap 12, 1-3, 7-12. 17), as bem-aventurada Virgem Maria defende e assiste incessantemente a Igreja, nutrindo a fé dos cristãos e socorrendo-lhes em suas necessidades.

A devoção à Virgem com o título de Socorro apareceu nos primeiros anos do século XIV na Igreja de Santo Agostinho de Palermo, da qual se difundiu em toda a Ordem, de modo especial em Itália, Espanha e América Latina. Na primitiva representação iconográfica, sobretudo em Itália, a Virgem do Socorro aparecia com o menino nos braços, em atitude de expulsão do demônio com um bastão. Posteriormente a iconografia varia muito de paίs e de época a época. A ordem introduziu a memória da Virgem do Socorro em sua liturgia no ano 1804.

Fonte: Site Oficial da Ordem dos Agostinianos Recoletos

quinta-feira, 11 de maio de 2017

ENCONTRO DO S.A.V. (Serviço de Animação Vocacional)

No próximo sábado, 13/5/2017, das 13h30 às 17h, acontecerá no salão paroquial, o Encontro do S.A.V. para todos os agentes de pastorais da Paróquia Nossa Senhora da Consolação.

O encontro será muito bom! Venha e participe!



quarta-feira, 10 de maio de 2017

CURTA RESGATA A HISTÓRIA DE TRABALHO MISSIONÁRIO DE IRMÃ CLEUSA CAROLINA RODY COELHO

A vida de Cleusa Carolina Rody Coelho, a irmã Cleusa, missionária Agustina Recoleta, nascida em Cachoeiro de Itapemirim, em 12 de novembro de 1933, e assassinada em abril de 1985, em defesa da terra e da paz indígena, às margens do rio Paciá, na Prelazia de Lábrea, no Amazonas, será contada em documentário.

A produção é da Verbo Filmes e o curta-metragem faz parte da série "a vida na Amazônia" que é promovido pela eclesial Red Pan - Amazônica, com a coordenação da Católica América Latina e Caribe Associação de Comunicação.

De acordo com o diretor do filme, Cirineu Kuhn, o audiovisual "Life in The Amazon" visa proporcionar uma leitura das vidas dos mártires e seu contexto, uma reflexão sobre a realidade da Amazônia, a fim de buscar, em conjunto com as comunidades e cidades, soluções que dignificam a sua vida.

“Nossa intenção é realizar uma cobertura abrangente das celebrações em memória da religiosa e recolher testemunhos de parentes, colegas de Cleusa, na infância e juventude; Irmãs da Congregação Religiosa (Agostinianas Recoletos); da Ordem dos Agostinianos Recoletos (frades); contribuições e comentários dos povos indígenas e comunidades locais da Prelazia de Lábrea; Bispo e agentes qualificados para explicar como a morte ocorreu”, adianta.

Kuhn comentou que foram visitadas várias localidades onde aconteceram ações da missionária, entre escolas, museu dedicado a preservar sua história, além de aldeias indígenas. “O trabalho, agora, irá se concentrar em Cachoeiro de Itapemirim, Vitória e Itapemirim onde existem familiares da Irmã Cleusa e seus depoimentos são de extrema importância para a finalização do documentário que será distribuído em todo o país”, frisou.

“O documentário tem o objetivo de resgatar a história de vida de Irmã Cleusa, o seu trabalho e o espírito que a animava na causa de sua missão. Essa produção quer oferecer valor simbólico, educativo e comunicacional para as novas gerações, lideranças e agentes de pastoral da Igreja Católica da Pan-Amazônia”, completou Kuhn.

Sobre a missionária

Cleusa Carolina Rody Coelho nasceu em Cachoeiro de Itapemirim, em 12 de novembro de 1933, filha de Jair Moreira Coelho e Francisca Rody Coelho. Foi batizada aos 07 de julho de 1935, em Barra do Itapemirim, na Paróquia Nossa Senhora do Amparo. Ainda na época de preparação para participar da Eucaristia, iniciou seus contados com os Frades Agostinianos Recoletos que trabalhavam na Paróquia de São Pedro, em Cachoeiro de Itapemirim.

Estudou no Colégio João Bley, no Município de Itapemirim, onde realizou o curso primário e depois estudou no Colégio Estadual Muniz Freire (Liceu).

Por ter sido considerada a melhor aluna de toda escola no curso de magistério, recebeu do Governo do Estado, como prêmio, o direito de exercer o trabalho de professora na escola que escolhesse, sem necessitar entrar em concurso de ingresso e remoção. Ela, então, escolheu deixar tudo e ingressar na vida religiosa.

No dia 28 de abril de 1985, em defesa da terra e da paz indígena, Irmã Cleusa, foi assassinada, às margens do rio Paciá, na Prelazia de Lábrea – Amazonas.

Beatificação

A exumação de seu corpo, segundo a instituição dos Agostinianos Recoletos, deu-se no dia 23 de maio de 1991, os restos mortais foram depositados na Igreja Nossa Senhora de Fátima, em Lábrea - Amazonas.

Os ossos do seu braço direito, decepado na hora do crime, estão, desde o dia 02 de junho de 1991, depositados na Catedral Metropolitana de Vitória, quando então foi iniciado o processo de sua beatificação, cujo encerramento se deu na Arquidiocese de Vitória, em 25 de abril de 1993.

Atualmente, o processo de pedido de beatificação encontra-se na Congregação da Causa dos Santos no Vaticano.